Notícias

LEONARDO DE LIMA MOURA, aluno de doutorado, em 2018 foi premiado  na Chamada Ministério da Saúde/CNPq/Fundação Gates - Grand Challenges Explorations Brazil: Novas Abordagens para Caracterizar a Prevalência de Resistência aos Antimicrobianos.
 
 
O Centro de Excelência em Transformação Digital e Inteligência Artificial do Estado do Rio de Janeiro (Hub.Rio): Rede Temática em Energias Renováveis e Mudanças Climáticas, iniciativa liderada pela Coppe/UFRJ foi um dos projetos contemplados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do estado do Rio de Janeiro (Faperj), por meio do edital Apoio a Redes Temáticas de Inteligência Artificial. O coordenador do projeto será o professor Álvaro Coutinho, do Programa de Engenharia Civil (PEC).
O Hub.Rio tem como proposta reunir e alavancar ativos do estado para ofertar soluções tecnológicas contemporâneas ancoradas em Inteligência Artificial. O objetivo é reunir comunidade científica, técnica e empresarial do Rio de Janeiro para enfrentar desafios tecnológicos que envolvam transformação digital e inteligência artificial em várias áreas como: saúde; energias renováveis e mudanças climáticas; óleo e gás; indústria 4.0; educação; agronegócio; cidades inteligentes; segurança pública e cibernética; administração pública; comércio eletrônico, comunicações, turismo, jogos, e entretenimento, entre outras.
Saiba mais no Planeta Coppe Notícias: https://bit.ly/3t5fKE9
169085381 4106748162721274 5759288576867441373 n
 
 
O aluno de DSc do PEC, Gabriel Freguglia Barros, foi um dos finalistas na exposição de arte do Congresso Mundial de Mecânica Computacional, que está em andamento, em modo virtual ate 15/01/2021.
 
O link do congresso e: https://virtual.wccm-eccomas2020.org
 

 

A parceria firmada pela Coppe/UFRJ com a Bio-Manguinhos/Fiocruz e a empresa FK Biotecnologia-Imunobiotech para a produção de testes sorológicos para a Covid-19 foi destaque na edição desta segunda-feira, 22 de junho, do jornal “O Globo”.

“O Brasil começará a produzir em breve testes sorológicos para diagnóstico do coronavírus mais precisos do que os disponíveis. Os novos testes buscam anticorpos contra o flanco mais importante do causador da Covid-19, a proteína S, que agora já é produzida no país em escala.

Se o Sars-CoV-2 tem um calcanhar de Aquiles, este é a proteína S (do inglês spike, espícula). Ela é a chave do Sars-Cov-2 para invadir as células humanas e, também, a sua perdição, alvo de eleição dos anticorpos para atacá-lo. E se há alguém que sabe produzir essa proteína em escala suficiente para testes de diagnóstico específicos e, por isso, mais eficazes, é a cientista Leda Castilho, a chefe do Laboratório de Engenharia de Cultivos Celulares da Coppe/UFRJ e integrante da força-tarefa contra a Covid-19 da UFRJ”.
  pdf (3.07 MB)

pdf Veja a noticia completa. (3.07 MB)

pdf (3.07 MB)

 

 

 

 

Imprimir